sábado, 13 de agosto de 2011

PRAIAS DE NUDISMO



Em um mundo que passa por profundas mudanças, decorrentes, grande parte delas do aquecimento global, é cada vez mais frequente o homem começar a ver a natureza com outros olhos. Assim, muitas pessoas tem buscado entrar em sintonia com a natureza de uma forma inusitada, buscando, com sua postura, quebrar paradigmas. Esse é o caso daqueles que são adeptos do naturalismo e que praticam essa filosofia frequentando praias de nudismo. Mas como fazer parte desse grupo de adeptos? Veja essas dicas de praias de nudismo no Brasil.


Para aqueles que são iniciantes, aconselha-se que inicialmente as pessoas busquem algum clube, pois eles possuem melhor infraestrutura para que se possa perder a vergonha inicial. No entanto, antes de mais nada, é importante que se ligue para o clube para saber se está fazendo calor e se haverá algum evento no clube, o que favorece conhecer pessoas que já sejam adeptos há mais tempo. Outro detalhe importante é conhecer as regras do clube. Vale lembrar que a maioria deles não aceita homens desacompanhados.
Em seguida, certifique-se se realmente o clube é naturalista, reconhecido pela Federação Naturalista Brasileira. Apesar de ser nudista, é importante levar uma toalhinha ou canga, por razões higiênicas, para forrar o local onde vai se sentar. De acordo com dados da Federação Brasileira de Naturalismo, no Brasil já há mais de 250 mil adeptos do naturalismo. Existem cerca de 30 praias não-oficiais. Entre as praias que merecem destaque, estão Galheta, em Florianópolis (SC), situada ao lado da praia mole que também é frequentada por surfistas. Nela o mar é bravo, mas dá para se banhar em suas águas cristalinas. Como não é filiada pela Federação, seu código de ética é fiscalizado pela Associação Amigos da Galheta.


Em Balneário Camboriú, está a praia de Pinho, filiada à Federação, é considerado o primeiro reduto naturista oficial, cujo mar é limpo, formando entre as rochas, piscinas naturais. Há também a praia de Tambaba, na Paraíba. Localizada no município do Conde, litoral sul do Estado, ficou conhecida em termos mundiais após realizar em 2008, o 38º Congresso Internacional de Naturalismo. Outro destaque é a Praia Brava, no Cabo Frio, Rio de Janeiro, que pode ser acessada pela ilha do Japonês. Sua paisagem é belíssima e caracteriza-se pela praia selvagem muito frequentada por surfistas e naturistas. Enfim, há muitas opções para aqueles que desejam viver uma nova experiência.






DAQUI.



6 comentários:

Cristal de uma mulher disse...

Soninha amada sinceramente eu não gostaria nem de conhecer sabe!
Acho que não é por ai que a vida anda não...Más, cada um cada um. Acho que Deus não se encontra na mente de nenhum dos adebtos do naturalismo explicito.

Linda tenha um lindo fim de semana

Beijinhos da amiga que te adimira muito.

Miriam de Sales Oliveira disse...

Querida,acho q/ vou deixar minhas banhas sossegadas... rsss bjks

Tunin disse...

Não, não faz a minha alegria esse tipo de praia. Abração, Sônia!

Anne Lieri disse...

Soninha,bem interessante esse post,mas eu ainda não cheguei nesse estágio de liberação!...rss...bjs,

LUCONI disse...

Soninha a postagem é interessante pelo fato de ser uma curiosidade, mas eu não gostaria de conhecer, muito estranho, beijos Luconi

Sônia Silvino disse...

Amigos!!!
Eu confesso que não conseguirira visitar uma praia de nudismo. Também acho muito estranho este tipo de "lazer". Não é puritanismo, mas eu não vejo sentido nessa prática, não! rs
Beijos a todos que deram a sua opinião.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique e...

Conheça o agregador dos meus links:

Conheça o agregador dos meus links:
Clique na imagem acima.