quinta-feira, 31 de março de 2011

Alpes... lá vamos nós!!!






Alps on Fotopedia


O que são, localização e características:

Os Alpes são uma cordilheira (conjunto de montanhas) situada na Europa Ocidental. Começa na cidade italiana de Gênova e termina na região do rio Danúbio, próximo à Viena (Áustria).

Os Alpes podem ser divididos em três partes, de acordo com critérios de localização e características geográficas: Alpes Ocidentais, Alpes Orientais e Alpes Centrais.

É a cordilheira mais importante da Europa, sendo que o ponto mais alto é o Monte Branco (Mont Blanc) com 4800 metros de altura. A altitude média dos Alpes é de 2000 a 3000 metros. A extensão da cordilheira é de aproximadamente 1200 quilômetros.

Os Alpes foram cenários de vários momentos importantes da história antiga. Os exércitos do general cartaginês Aníbal, com centenas de elefantes, passaram pelas montanhas da cordilheira para chegar ao norte de Roma.

O poderoso exército de Carlos Magno também passou por estas montanhas no século VIII.

Atualmente é uma região pouco habitada, sendo explorada pelo turismo, pois existem várias estações de esqui e prática de alpinismo nas montanhas.

Daqui:
suapesquisa.com





Quer saber mais sobre o Mont Blanc, berço do alpinismo? Clique aqui!





sábado, 26 de março de 2011

Porto Alegre é demais!




Parques

Considerada uma das cidades mais arborizadas do Brasil, com 700 mil árvores em vias públicas, e apresentando um índice de 15,83 m² de área verde por habitante, Porto Alegre possui 8 (oito) parques urbanos, 1 (uma) reserva biológica e várias áreas de preservação natural.



Parque Farroupilha: o mais famoso, popular e tradicional parque de Porto Alegre, com 75 hectares no centro da cidade.

Parque Moinhos de Vento: 15 hectares em uma das áreas mais ricas da cidade.

Parque Mauricio Sirotsky Sobrinho (Parque da Harmonia): 55 hectares às margens do rio Guaíba. Mantém atividades relacionadas à cultura do gaúcho.

Parque Marinha do Brasil: 75 hectares, essencialmente esportivo.

Parque Saint-Hilaire: Linda área, com 1.180 hectares.

Parque Chico Mendes: 25 hectares, na zona norte da cidade.

Parque Mascarenhas de Morais: 35 hectares, na zona oeste da cidade.

Parque do Morro do Osso: 112 hectares que preservam a floresta típica da região. De seu topo, pode-se ter uma das vistas mais lindas de Porto Alegre.


Prédios Históricos


Prefeitura de Porto Alegre (Paço dos Açorianos)
Praça Montevidéu, s/n – Centro – Tel: 051-224.4400
Sede do Governo Municipal, construída entre 1898 e 1901. Estilo neoclássico, característico do período belle époque. Os ornamentos da fachada representam a Economia, a Educação e a Política.

Mercado Público Central
Largo Glênio Peres, s/n – Centro – Praça XV de Novembro
Inaugurado em 1869, apresenta estilo neoclássico. Segundo piso concluído em 1913, após incêndio. Reformas interna e externa entre 1995 e 1996. Possui mais de 100 (cem) lojas especializadas em especiarias e produtos típicos da cultura gaúcha. Restaurantes, lanchonetes e sorveterias complementam a oferta de bens e serviços do local.

Chalé da Praça XV
Praça XV de Novembro, s/n – Centro – Tel: 051-228.9513
Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 11h às 23h30, sábados das 11h às 20h.
Situado junto ao Largo Glênio Peres, estilo bávaro com traços art-nouveau. Possui estrutura de aço desmontável, com lustres e ladrilhos originais. Tornou-se um tradicional bar-chopp-restaurante de Porto Alegre e último local onde ainda se encontram os antigos fotógrafos "lambe-lambe".

Edifício de Correios e Telégrafos
Praça da Alfândega, s/n – Centro – Tel: 051-221.5214
Arquitetura inspirada no Barroco alemão. Possui torres assimétricas, com cúpulas em bronze que lembram os capacetes do exército prussiano.

Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS
Praça da Alfândega, s/n – Centro – Tel: 051-227.2311
Atende o público de Terça-feira a Domingo, das 10h às 17h. Estilo neoclássico, projetado pelo arquiteto alemão Theo Wiederspahn. Abriga renomados artistas locais, nacionais e internacionais.

Casa de Cultura Mario Quintana
Rua dos Andradas, 736 – Centro – Tel: 051-221.7147
Atende o público de Terça a Sexta-feira, das 9h às 21h; sábados e domingos, das 10h às 21h. Estilo barroco, projetado por Wiederspahn, abrigava o antigo Hotel Majestic. Serviu de residência para o grande poeta brasileiro Mario Quintana. Restaurado em 1990, passou a funcionar como um dos mais completos centros de cultura do Brasil e da América Latina. Local para agradáveis happy hours.

Igreja Nossa Senhora das Dores
Rua dos Andradas, s/n – Centro – Tel: 051-228.7376
É a igreja mais antiga de Porto Alegre, demorando 97 anos para ser construída (de 1807 a 1904). Segundo a lenda local, a maldição de um escravo impediu que a obra fosse concluída. Predomina o Barroco português. Esculturas de João Vicente Friederichs representam a Esperança, a Caridade e a Fé.

Centro Cultural Usina do Gasômetro
Av. Presidente João Goulart, 551 – Centro – Tel: 051-227.1383
Atende o público de Terça-feira a Domingo, das 10h às 22h. Localizado à beira do Guaíba, abrigou a antiga Usina Termoelétrica da cidade entre 1928 a 1974. Desde 1991, estabeleceu-se como um dos mais importantes centros culturais do Rio Grande do Sul, sediando o Museu do Trabalho, um teatro e uma área para exposições temporárias. Sua chaminé, de 117 m, serve de referência geográfica e arquitetônica.

Theatro São Pedro
Praça Marechal Deodoro, s/n – Centro – Tel: 051-227.5100
Atende o público de Terça a Sexta-feira, das 12h às 18h. Estilo barroco português, inaugurado em 1858. Nessa época, Porto Alegre denominava-se Província de São Pedro.

Palácio Piratini
Praça Marechal Deodoro, s/n – Centro – Tel: 051-210.4100
Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 9h30 às 11h30 e das 14h às 17h30. Sede do Governo Estadual desde 1921. Estilo Luiz XVI, foi projetado pelo arquiteto francês Maurice Gras. Painéis internos criados pelo pintor italiano Aldo Locatelli, destacando-se o da Lenda do Negrinho do Pastoreio, a mais popular no Rio Grande do Sul. As duas figuras na porta de entrada representam a Agricultura e a Indústria. O Piratini faz vizinhança com o Palácio Farroupilha, sede do Legislativo, e com o prédio do Tribunal de Justiça.

Catedral Metropolitana Nossa Senhora de Deus
Praça Marechal Deodoro, s/n – Centro – Tel: 051-228.6001
Atende de Segunda a Sábado, das 7h15 às 12h e das 14h30 às 19h30; Domingo, das 8h30 às 12h e das 13h às 20h. Obra concluída apenas em 1986. Foi inspirada na Renascença italiana. A cúpula, de 75 m de altura e 18m de diâmetro é uma das maiores do mundo. Os três painéis de mosaico foram executados nas oficinas do Vaticano.

Pórtico Central do Cais do Porto
Avenida Mauá, s/n – Centro
Encomendado em Paris, em 1919. Estrutura de ferro emoldurada em vitreaux. Servia de entrada principal da cidade numa época em que os visitantes mais ilustres chegavam a Porto Alegre a bordo de "paquetes".

Travessa dos Venezianos
Cidade Baixa
Quinze (15) casas populares construídas no início do século, remanescentes das antigas "avenidas" que se abriram para acomodar o proletariado imigrante. Os humildes casebres destinavam-se ao aluguel. A Travessa levou esta denominação por ser transversal à antiga Rua dos Venezianos – alterada para Joaquim Nabuco, em 1936.


Briques e Feiras



Praça da Alfândega: abriga uma feira de couro, tecido, madeira, pedras e metais.

Rua da Praia: a mais velha e conhecida rua de Porto Alegre tornou-se um importante local de compras. São dois quilômetros de extensão, onde também é possível encontrar artistas de rua, cantadores e músicos locais, mímicos, acrobatas e palhaços.

Parque Farroupilha: abriga o Brique da Redenção, feira que reúne antiquários, tendas de artes plásticas e de artesanato. Acontece todos os domingos, das 09h às 15h, chegando a reunir mais de 400 (quatrocentas) tendas. Evento imperdível para o visitante que deseja conhecer a cultura local. Militantes de todos os partidos defendem suas opiniões na feira, artistas de teatro apresentam sketches das peças que estão em cartaz na cidade, capoeiristas apresentam-se no meio da rua e músicos (incluindo os líricos) cantam entre as barracas.


Museus

Em busca de crescente integração com setores comunitários e respondendo aos desafios da informação, muitos Museus oferecem seus espaços para a realização de exposições temporárias, cursos, palestras, visitas monitoradas e mostras itinerantes. As visitas aos Museus servem não apenas ao propósito "intelectual" de divulgar a cultura, a história e o conhecimento de todas as épocas, como ademais à meta "existencial" de redimensionar as visões de mundo e de vida dos visitantes.


Museu de Arte do Rio Grande do Sul - MARGS
Instalado em um dos prédios históricos mais importantes de Porto Alegre (Conferir em Prédios Históricos). Tel: 051-227.2311. Seu acervo conta com cerca de duas mil peças entre pinturas, esculturas, gravuras e tapeçarias. Entre os artistas renomados estão os gaúchos Iberê Camargo, Vasco Prado, José Lutzemberger e Francisco Stockinger, e outros nacionais e internacionais, como Di Cavalcanti, Portinari, Henrique Bernardelli, Lembach, J.P. Laurens e Joseph Bail. Possui duas pinacotecas e uma biblioteca especializada em artes plásticas.

Museu do Trabalho
Está localizado na Usina do Gasômetro (Conferir em Prédios Históricos). Tel: 051-227.1450. Atende o público de Terça-feira a Domingo, das 13h30 às 18h. Apresenta a evolução das atividades produtivas no Rio Grande do Sul, de um ponto de vista sociológico. Seu acervo é constituído por máquinas, instrumentos de trabalho, fotografias e vários documentos. Dispõe igualmente de um ativo teatro que oferece espetáculos, salas de ensaio e cursos permanentes.

Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa
Rua Riachuelo, 295 – Centro – Tel: 051-224.4252
Atende o público de Segunda à Sexta-feira, das 13h às 18h. Exibe oito (8) mil títulos, entre os quais coleções completas de jornais e revistas, a partir do ano de 1920. Acervo inclui imagem e som (fotografia, cinema, rádio, televisão, vídeo) e resgata parte da memória da publicidade e da propaganda principalmente através de peças gráficas.

Museu de Arte Contemporânea
Rua dos Andradas, , 736 – 6º andar da Casa de Cultura Mario Quintana – Centro – Tel: 051-221.7147. Atende o público de Terça a Sexta-feira, das 9h às 21h; Sábado e Domingo, das 12h às 21h.

Museu Júlio de Castilhos
Rua Duque de Caxias, 1231 – Centro – Tel: 051-221.3959
Atende o público de Terça, Quinta e Sexta-feira, das 09h às 17h; Quarta-feira, das 10h às 21h; Sábado e Domingo, das 13h às 17h. Construído em 1887, oferece-se como bom exemplo de residência urbana e nobre do século XIX. Nela residiu o Presidente da Província Júlio de Castilhos, entre 1898 e 1903. É o mais antigo museu do Rio Grande, instalado em 1905, e conta com vasto acervo sobre a história, artística e cultural, do povo gaúcho. Destacam-se os acervos da cultura indígena, Missões Jesuíticas, Revolução Farroupilha, Guerra do Paraguai, correntes migratórias e os primeiros anos da República Rio-Grandense. No pátio estão os canhões usados durante o Levante Farroupilha. O Museu também apresenta exposições temporárias e promove atividades culturais.

Museu de Eletricidade do Rio Grande do Sul
Rua dos Andradas, 1223 – Centro – Tel: 051-224.4099. Mais de duas mil peças contam a evolução tecnológica da energia elétrica no Estado do Rio Grande do Sul. Lampiões a gás, luminárias, antigo catavento, réplicas de usinas termoelétricas e outras curiosidades poder ser apreciados, acompanhados de acervo documentário e bibliográfico.

Museu Antropológico do Rio Grande do Sul
Rua Carlos Chagas, 55 – Centro – Tel: 051-225.0624. Bom acervo institucional. Além do trabalho na área de arqueologia, são desenvolvidas pesquisas etnológicas, que são divulgadas por meio de publicações, cursos, palestras e projeções em vídeo.

Museu da Caixa Econômica Federal
Praça da Alfândega, s/n – Centro – Tel: 051-228.3100 (Ramal/Interno 522). Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 12h30 às 18h30. O Espaço Cultural abriga biblioteca, galeria de arte e auditório.

Museu Meridional
Rua 7 de Setembro, 1028 – Matriz do Banco do Meridional – Centro – Tel: 051-228.0033. Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 10h às 16h. O acervo é composto pela documentação e peças dos extintos Banco da Província do Rio Grande do Sul, Nacional do Comércio e Banco Industrial e Comercial do Sul S/A . Estão à mostra cédulas e moedas de todos os períodos da história do Brasil, assim como cédulas e moedas estrangeiras.

Museu do Vinho e Enoteca
Avenida Presidente João Goulart, 551 – Espaço Cultural do Trabalho, na Usina do Gasômetro – Centro – Tel: 051-227.1738/227.1383. Atende o público de Segunda-feira a Domingo, das 9h às 18h. A Enoteca gaúcha é a única do Brasil com padrão internacional, comparável às francesas. É a segunda de domínio público na América Latina. Contém cerca de 250 variedades de vinhos produzidos por 32 vinícolas do Rio Grande do Sul e artefatos do período inicial da industrialização do vinho.

Museu Anchieta de Ciências Naturais
Avenida Dr. Nilo Peçanha, 152 – Bairro Três Figueiras – Tel: 051-341.7455. Atende o público às Segundas-feiras, das 13h30 às 17h30 e de Terça-feira a Sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Acervo composto por exemplares de minerais e rochas e exemplares da fauna do Rio Grande do Sul, com destaque para os 130 mil insetos da coleção. Oferece programação de visitas.

Museu Piratini
Rua Corrêa Lima, 2118 – Morro Santa Thereza – Tel: 051-229.4755. Constitui museu de televisão, com acervo técnico e fotográfico que conta a história da extinta TV Piratini, primeira emissora instalada no Estado, em 1959.

Museu Joaquim Felizardo (Antigo Museu de Porto Alegre)
Rua João Alfredo, 582 – Cidade Baixa – Tel: 051-226.1731. Atende o público de Terça a Sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 ás 17h30; Sábado e Domingo, das 9h às 17h. Excelente fototeca, revelado vários aspectos da história da cidade. Conta também com exposições temporárias, cursos, debates, oficinas e outras atividades culturais.

Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica/RS
Av. Ipiranga, 6681 – Jardim Botânico – Tel: 051-339.1511. Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 21h30; Sábado, das 8h às 12h.

Museu de Ciências Naturais
Rua Salvador França, 1427 – Jardim Botânico – Tel: 051-336.1479. Atende de Segunda-feira a Domingo, das 9h às 12h e das 13h30 às 17h.

Museu da Brigada Militar
Av. Aparício Borges, 2001 – Partenon – Tel: 051-353.3506. Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 17h30.


Centros Culturais


Casa de Cultura Mario Quintana
(Conferir em Prédios Históricos)

Centro Cultural Usina do Gasômetro
(Conferir em Prédios Históricos)

Solar dos Câmara
Rua Duque de Caxias, 968 – Centro – Tel: 051-210.2003.Atende o público de Segunda a Sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h. Construído em 1818, de acordo com o padrão dos casarões coloniais portugueses.

Biblioteca Pública Estadual
Rua Riachuelo, 1190 – Centro – Tel: 051-226.8752 / 224.5045. Atende o público de Segunda à Sexta-feira, das 8h30 às 19h; Sábado, das 8h30 às 13h. Obra concluída em 1922, em estilo neoclássico. O acervo original da Biblioteca é de obras clássicas da cultura européia e coleções raras que remontam ao ano de 1500, atualizado com obras mais contemporâneas e serviços em fase de modernização. Vale a pena uma visita ao Salão Mourisco, recoberto em ouro e dedicado a recitais.

Centro Municipal de Cultura
Av. Érico Veríssimo, 1853 – Azenha – Tel: 051-221.6622. Abriga o Atelier Livre da Prefeitura, destinado à apresentação do que existe de recente em termos de produção artística local. No Centro estão também o Teatro Renascença e a Sala de Teatro Álvaro Moreyra, além de espaços para mostras e exposições.



Arte Sepulcral

Como na maioria das tradicionais capitais do mundo, os cemitérios de Porto Alegre formam um museu ao ar livre. São em torno de 300 belíssimas estátuas que guardam túmulos do período 1900-1940, época em que havia disputa entre as famílias abastadas na arte de ornamentar os jazigos. As estátuas eram, em geral, encomendadas a escultores italianos, espanhóis e alemães. Os cemitérios com maior número de estátuas são o São Miguel e Almas, situado na Avenida Oscar Pereira, 418 e o da Santa Casa de Misericórdia (ao lado do São Miguel).


Monumentos

Monumento a Júlio de Castilhos
Praça Marechal Deodoro – Centro
Executado na França pelo escultor brasileiro Décio Villares, foi inaugurado em 1913. Constitui a obra de inspiração positivista mais importante no Estado. Representa as três fases mais marcantes da vida do estadista: a da Propaganda Republicana, a da Organização do Governo Positivista e a sua retirada do Governo. Possui 22,5 m de altura.

Fonte Talavera de la Reina
Praça Montevidéu – Centro
Situada no marco zero de Porto Alegre. Recebe o nome da cidade onde foi construída, pertencente à Província de Toledo, Espanha. Doada pela colônia espanhola de Porto Alegre, em 1935.

Monumento aos Açorianos
Parque dos Açorianos – Centro
Homenagem aos colonizadores portugueses. Lembra uma caravela de corpos humanos projetando-se para o futuro.

Ponte de Pedra
Parque dos Açorianos – Centro
Obras concluídas em 1854, durante o Governo de Duque de Caxias.



Laçador
Praça do Bombeador – São João
Estátua de bronze sobre pedestal de granito. Representa o gaúcho em sua vestimenta típica. Inaugurada em 1954, foi obra do escultor Antônio Caringi.

Monumento ao Expedicionário
Parque Farroupilha. Inaugurado em 1953 em homenagem à Força Expedicionária Brasileira, que representou a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.



Passeios de Barco Passeios pelo Rio Guaíba e Delta do Jacuí a bordo dos barcos:



Cisne Branco – saídas do Portão Central do Cais do Porto (Tel: 051-227.5500)

Noiva do Caí – saídas do ancoradouro da Usina do Gasômetro (Tel: 051-227.1529).

Daqui:
www2.mre.gov.br

Parabéns Porto Alegre pelos 239 anos!




"Ao comemorar os 239 anos de Porto Alegre, a Prefeitura Municipal homenageia Moacyr Scliar, gaúcho, nascido no Bonfim, onde sempre morou. Grande parte de sua vasta produção literária ambientou-se aqui. Ele amou esta cidade como poucos e afirmou esse amor como ninguém."










terça-feira, 22 de março de 2011

Visitando a linda Lisboa!




DADOS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

País que Pertence: Portugal
Localização Geográfica: região litorânea (centro-oeste) de Portugal
Divisão Administrativa: a cidade de Lisboa está dividida em 53 freguesias que estão agrupadas em 4 Bairros Fiscais.
Data de Fundação: 1179
Gentílico: lisboeta
População: 509 751 (2006)
Área (em km²): 83,84
Densidade Demográfica (habitantes por km²): 9.518
Feriado Municipal: 13 de junho (Dia de Santo Antônio)
Administração: a cidade é dividida em 53 freguesias
Principais Atividades Econômicas: indústria, serviços, pesca, atividades portuárias e turismo
Rio Principal: Rio Tejo
Temperatura média anual: 20° C
Clima: temperado



Bandeira de Lisboa

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS

- Oceanário de Lisboa
- Castelo de São Jorge
- Mosteiro dos Jerônimos
- Torre de Belém
- Aqueduto das Águas Livres
- Praça dos Restauradores
- Convento do Carmo
- Praça da Figueira
- Centro Cultural de Belém
- Padrão dos Descobrimentos
- Sé de Lisboa

Daqui:
www.suapesquisa.com



Sobre os pontos turísticos:

Cristo Rei
Essa estátua, semelhante à do Cristo Redentor no Rio de Janeiro, estende-se por mais de 100 metros de altura na margem oposta do rio Tejo do centro de Lisboa. A vista é de tirar o fôlego.

Praça do Comércio
Esta magnífica praça, de frente para o rio, é o início da baixa de Lisboa. É também conhecida como "Terreiro do Paço", relativo à sua função de antes do terremoto de 1755.

Museu Calouste Gulbenkian
Criado a partir da coleção pessoal de Calouste Gulbenkian, um armênio que desejava ver todos os seus tesouros exibidos em um museu. Uma bela coleção de artefatos egípcios, juntamente com pinturas de mestres como Rembrandt, Manet, Monet, Renoir, e Cassat. Os jardins do museu são dignos de uma visita em si, como um pequeno oásis no meio da baixa de Lisboa.



Pontos turísticos no bairro de Belém

O bairro de Belém é repleto de pontos turísticos. Entre esses destacam-se:
* Torre de Belém
* Mosteiro dos Jerônimos
* Monumento dos Descobrimentos ou Padrão dos Descobrimentos.
* CCB - Centro Cultural de Belém
* Museu dos Coches
* Estátua de Afonso de Albuquerque.

Outros bairros turísticos de Lisboa:

Chiado
O turista pode fazer um passeio pelas ruas históricas desta elegante zona comercial, parando para uma xícara de café com a estátua de Fernando Pessoa, grande poeta de Portugal. Pode-se subir acima ao Bairro Alto, para a vista deslumbrante da cidade.

Baixa de Lisboa
Esta parte da cidade foi totalmente reconstruída após o terremoto de 1755 pelo Marquês de Pombal. O layout planejado, muito diferente do que você vai ver nos bairros mais antigos, é um testemunho para as idéias do Iluminismo.

Alfama
Este bairro é um sinal da presença muçulmana na cidade, com os prédios muito próximos uns dos outros, e as ruas muito irregulares.

Daqui:
www.almacarioca.com.br








segunda-feira, 21 de março de 2011

Fora do ar por tempo indeterminado

Fora do ar por tempo indeterminado



Em protesto pelo desaparecimento dos meus blogs pela 8ª vez em um ano e cinco meses como blogueira!
Sem aviso prévio, sem notificação ou advertência, sem respostas no Fórum do Blogger e Central de Ajuda, ou seja, sem segurança mesmo fazendo um trabalho de qualidade e em quantidade.
Blogs que sumiram desta vez:
Meu blog divulgador:
http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com

Guria Arteira
http://soniaguriaarteira.blogspot.com

Scooby Doo, cadê você?
http://biducadevoce.blogspot.com

Estou farta disso! Bateram o recorde nesta semana! Como ser blogueira, dispor do meu tempo, dedicar-me, se não tenho segurança e nem ajuda dos funcionários do Google e/ou Blogger???
Não encontrei solução para esse problema, mas encontrei um "site" que ensina como "hackear" blogs e sites. Este não saiu do ar!!!
Cuide-se! Você pode ser a próxima vítima de algum desocupado, mau-caráter, infeliz e sem talento com inveja do seu trabalho.
No site citado acima, o "entendido" em roubar blogs e sites explica como se faz. EU TESTEI NUM BLOG DE OUTRO E FUNCIONOU. Você pode mudar tudo o que quiser.
Pesquise: "Como faço para hackear um blog ou site?" Ele ainda explica como voltar tudo ao normal. É caso de polícia!!!
Peço que você, meu leitor, visitante e/ou seguidor compreenda a situação que estou passando!
Se eu voltar, aviso aos amigos por e-mail.

Beijos, muitos!
Sônia Silvino

sexta-feira, 18 de março de 2011

São Paulo!


São Paulo on Fotopedia




Por muitos séculos, São Paulo foi uma cidade bastante pacata. Isso mudou radicalmente com a chegada de grandes levas de imigrantes no final do século XIX e de migrantes no século seguinte. Eles foram atraídos pela cafeicultura e depois pela indústria e o setor de serviços. Assim, a cidade cresceu e novas tradições se enraizaram.

Hoje, a capital do Estado de São Paulo é, além de um importante centro econômico e financeiro, um dos principais pólos de irradiação de tendências, cultura e entretenimento do Brasil.

São Paulo: município brasileiro, capital do estado de São Paulo e principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América Latina. Cidade mais populosa do Brasil, da América e de todo o Hemisfério Sul, São Paulo é a cidade brasileira mais influente no cenário global, sendo considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta, recebendo a classificação de cidade global alfa, por parte do Globalization and World Cities Study Group & Network (GaWC).

A cidade é mundialmente conhecida e exerce significativa influência nacional e internacional, seja do ponto de vista cultural, econômico ou político. Conta com importantes monumentos, parques e museus, como o Memorial da América Latina, o Museu da Língua Portuguesa, o MASP, o Parque Ibirapuera, o Jardim Botânico de São Paulo e a avenida Paulista, e eventos de grande repercussão, como a Bienal Internacional de Arte, o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, São Paulo Fashion Week e a São Paulo Indy 300.

A cidade possui o 10º maior PIB do mundo, representando, isoladamente, 12,26% de todo o PIB brasileiro e 36% de toda a produção de bens e serviços do estado de São Paulo, sendo sede de 63% das multinacionais estabelecidas no Brasil, além de ter sido responsável por 28% de toda a produção científica nacional em 2005.

São Paulo é a sexta maior cidade do planeta e sua região metropolitana, com 19 223 897 habitantes, é a quarta maior aglomeração urbana do mundo. Regiões muito próximas a São Paulo são também regiões metropolitanas do estado, como Campinas e Baixada Santista; outras cidades próximas compreendem aglomerações urbanas em processo de conurbação, como São José dos Campos, Sorocaba e Jundiaí. A população total dessas áreas somada à da capital – o chamado Complexo Metropolitano Expandido – ultrapassa 29 milhões de habitantes, aproximadamente 75% da população do estado inteiro. As regiões metropolitanas de Campinas e de São Paulo já formam a primeira macrometrópole do hemisfério sul, unindo 65 municípios que juntos abrigam 12% da população brasileira.

O lema da cidade, presente em seu brasão oficial, é constituído pela frase em latim "Non ducor, duco", cujo significado em português é "Não sou conduzido, conduzo".

Daqui:
Wikipedia

Quer mais informações?

Site Oficial de Turismo da Cidade de São Paulo
Guia SP




terça-feira, 15 de março de 2011

Conhecendo Cartagena, Colômbia!


Cartagena das Índias é o lado light do Caribe. Esqueça o agito de Cancún e das outras ilhas da região, com hotéis imensos e comércio completamente direcionado para o turismo, Cartagena é o oposto disso tudo. Além da beleza natural e do clima prazeroso o ano inteiro, a cidade é motivo de orgulho para os colombianos. Lá está localizada a casa do escritor Gabriel García Márquez, Gabo para a população local, conta com uma boa infra-estrutura hoteleira, praias tranquilas para passar os feriados, é reconhecida pela qualidade das esmeraldas que vende e, o mais importante, é território neutro nas guerrilhas que podem afugentar qualquer estrangeiro.

A cidade está dividida entre o lado histórico e o moderno. Se você for a Cartagena, não pense duas vezes, fique no bairro histórico. Mesmo estando um pouco afastado da praia, o bairro ganha um charme extra por estar todo cercado por uma muralha de 8 km, construída na época da colonização para espantar inimigos interessados no rico comércio local. É possível caminhar pela muralha e, sem dúvida, obter os melhores cenários para fotos. De cima da muralha se vê de um lado todo o mar do Caribe e a parte moderna da cidade, do outro, está o bairro histórico e suas casinhas coloridas, tipicamente espanholas, com varandas repletas de flores.

Outra diversão imperdível na Colômbia são as discotecas de rumba, salsa e outros ritmos caribenhos. Depois dos cubanos, os colombianos são famosos por suas rumbas e salsas. Veja abaixo os melhores locais para dançar em Cartagena.
______________________

ANA LÚCIA ARAÚJO
Editora de interatividade da Folha Online

sexta-feira, 11 de março de 2011

Rumo a Quebec no Canadá!

QUEBEC
Província do Canadá, cuja capital também se chama Quebec.


QUEBEC CITY


DADOS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

País que Pertence: Canadá
Província: Quebec (sul do Canadá)
Data de Fundação: 3 de julho de 1608
População: 507.986 (2005)
Área (em km²): 542,71
Densidade Demográfica (habitantes por km²): 927
Altitude: 49 metros
Principais Atividades Econômicas: indústria, turismo e serviços
Idiomas mais falados: francês e inglês
Rio Principal: rio São Lourenço
Temperatura média anual: 7°C
Clima: temperado
Índice Pluviométrico anual: 1.000 mm

A cidade de Quebec (Québec, na nomenclatura oficial no país), também por vezes chamada de Quebeque em português, é a capital da província do Quebec, no Canadá, e a cidade mais antiga do país. Localiza-se no sudeste da província, às margens do Rio São Lourenço, a aproximadamente 180 quilômetros nordeste da maior cidade da província, Montreal. A cidade propriamente dita tem cerca de 508 mil habitantes, com aproximadamente 690 mil habitantes vivendo na zona metropolitana da cidade de Quebec.

A cidade de Quebec é a única cidade entre o Canadá e os Estados Unidos da América cujos muros ainda estão de pé. O nome da cidade, bem como a da província, vêm de uma palavra de origem algonquina, que significa passagem estreita. Isto porque a largura do Rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros.

O nome oficial da cidade é Québec, pelo governo provincial e federal, e tanto em francês quanto no inglês. No francês a província é chamada de Le Québec, enquanto a cidade é simplesmente Québec, sem o Le. Para a apropriada diferenciação entre a província e a cidade, esta geralmente é chamada de ville de Québec em francês ou Québec City em inglês

PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS

- Parlamento Provincial de Quebec
- Palácio Frontenac
- Citadelle
- Morro do Parlamento
- Parque Champs-de-Bataille
- Cataratas de Montmorency
- Museu Nacional de Belas Artes de Quebec
- Museu Histórico
- Hotel de Gelo
- Basílica de Santa Ana de Beaupré

Daqui:
www.suapesquisa.com
www.mundi.com.br

Boa Viagem!!!

sexta-feira, 4 de março de 2011

Rio de Janeiro: cidade maravilhosa por natureza!



Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é conhecido por seu admirável cenário, com suas famosas praias de Copacabana e Ipanema, sua exuberante floresta tropical, seus altos picos de pedra como as famosas montanhas do Pão de Açúcar e do Corcovado, um clima quente o ano todo, sua formidável cozinha, sua rica vida cultural, sua bela arquitetura e sua vibrante vida noturna, para não mencionar a cordialidade e simpatia de seus alegres e carinhosos habitantes.

Entretanto, é importante saber que o Rio de Janeiro também oferece uma das mais sofisticadas infra-estruturas de turismo do mundo, com um moderno aeroporto internacional (recentemente duplicado), de fácil acesso, utilizado por mais de 20 companhias aéreas internacionais, inclusive a nossa Varig, que voam diariamente entre o Rio e as principais capitais do mundo; o mais requisitado centro de convenções da América do Sul com os mais modernos equipamentos e alta qualidade de serviços de apoio a eventos; excelentes hotéis (um deles, inclusive, listado entre os dez melhores do mundo) que oferecem mais de 23.000 quartos e diversos espaços para eventos; resorts de luxo, assim como incomparáveis locais para eventos sociais como os muitos palácios históricos da cidade, museus, fortes, mansões, o Jockey Club, o Iate Clube, o Teatro Municipal e o próprio Pão de Açúcar.



A Cidade

Um dos maiores centros econômicos e culturais da América do Sul, a Cidade do Rio de Janeiro está localizada no coração da Região Sudeste onde se concentra 60% do PIB brasileiro. Metrópole cosmopolita, mundialmente conhecida por sua beleza e por seus recursos naturais, a Cidade proporciona aos seus habitantes e visitantes uma harmoniosa e agradável ambiência para o lazer e o trabalho, que aliada à sua infra-estrutura, faz do Rio um importante centro de comércio e serviços, contando ainda com uma indústria moderna e diversificada. Ocupando uma área de 1.261 Km2 de extensão, com uma população de 5.850.544 habitantes (segundo IBGE - Censo 2000), a Cidade do Rio de Janeiro tem reconhecida, como uma de suas maiores virtudes, o carinho e a hospitalidade com que seu povo acolhe seus visitantes.

A Cidade do Rio de Janeiro recebe anualmente mais de 2,0 milhões de turistas estrangeiros, o que a situa como a cidade mais visitada do país, segundo a EMBRATUR, com uma participação próxima de 33% do total de turistas estrangeiros. No turismo doméstico recebe mais de 5,0 milhões de visitantes/ano. Dotada de uma ampla infra-estrutura de serviços turísticos, a Cidade do Rio de Janeiro está classificada dentre os maiores destinos do mundo na recepção de eventos culturais, comerciais, técnicos e científicos - feiras, simpósios, congressos e exposições. Sua natureza exuberante inclui 90 Km de praias, o Parque Nacional da Tijuca, onde se insere a maior floresta urbana do mundo, com 3.200 ha de mata atlântica, e os Parques Estaduais da Pedra Branca, do Desengano e da Chacrinha, cobrindo uma área de 48.500 ha e as lagoas Rodrigo de Freitas, de Jacarepaguá, Camorim, da Tijuca e de Marapendi.


Área:
Estado: 43.910 Km2
Cidade: 1.261 Km2

População:
Estado: 14.367.225
Cidade: 5.850.544

PIB Nacional:
R$ 864 bilhões

Participação do Estado:
R$ 96,9 bilhões (11,3%)

Participação da Cidade:
R$ 72,5 bilhões

Renda per capita no Estado:
R$ 7.152,97 (US$ 3577)

Dados de empresas:
São 134. 379 no Estado



Carnaval


Quem já viu quer repetir a dose. Quem nunca viu não consegue esconder o impacto. O desfile das escolas de samba no Rio é um dos mais impressionantes espetáculos da terra. O desfile é como uma ópera, em que cenários e figurinos passam diante da platéia, contando uma história através do samba enredo, das alegorias, fantasias e dos carros que, a cada ano, rompem os limites da criatividade. Os desfiles costumam começar por volta das 20h, seguindo noite adentro, podendo ultrapassar, em determinados dias, o nascer do sol, embora a beleza do espetáculo seja maior à noite.

Dois setores das arquibancadas, o 7 e o 9, são reservados para turistas e seus ingressos vendidos por agências de viagem. Pode-se, também, conseguir ingressos para outros setores, para as frisas ou camarotes, sempre com antecedência. E, os mais afoitos podem candidatar-se até mesmo a uma fantasia, o que garante vaga no desfile. Algumas escolas põem seus figurinos à disposição dos interessados nos hotéis. O concierge pode orientar os interessados em atravessar a avenida com o "samba no pé". Cada escola desfila com cerca de 4.000 componentes e 10 carros alegóricos, com o tempo limitado em 80 minutos. Há torcidas para as escolas de samba, no Rio, como há para os clubes de futebol. E o desfile, além do espetáculo, é ainda um concurso.

Vários quesitos são analisados - samba enredo, evolução, bateria, passistas, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira, entre outros - e, na quarta-feira seguinte, costuma ser anunciada a Campeã do Carnaval, título tão disputado quanto o de Campeão de futebol. O desfile ao vivo tem dois aspectos incomparáveis. Um, a passagem da bateria, toda ela com instrumentos de percussão, cerca de 300. Não há ser humano que consiga ficar impassível à força do ritmo que parece atravessar a pele e atingir direto o coração. Outro, a multiplicidade e beleza dos integrantes da escola, homens e mulheres, com corpos esculturais expostos e, habitualmente, vestindo um sorriso de felicidade que contagia. É festa!

Agora, além do desfile na Passarela do Samba durante o carnaval, as escolas de samba do Grupo Especial têm um espaço único para apresentações e desfiles durante o ano todo – A Cidade do Samba. Em uma grande tenda central acontece o show e na avenida ao seu redor acontece o desfile, no qual os espectadores podem participar. Além disso, as escolas têm ali os seus barracões de trabalho onde são produzidos os carros alegóricos e as fantasias para o desfile.


Cristo Redentor é o principal ícone urbano da América Latina.

Depois de ser eleito com uma das novas Maravilhas do Mundo, em 2007, o Cristo Redentor foi escolhido, recentemente, como o principal ícone urbano a ser visitado na América Latina, de acordo com pesquisa realizada pela revista AméricaEconomia. O monumento carioca foi apontado como o maior símbolo da região por 23,5% dos entrevistados.

Em segundo lugar ficou o Canal do Panamá, seguido pelo Bayside Market Place, que fica em Miami. O Pão de Açúcar, outro famoso cartão-postal do Rio de Janeiro, ocupa a quarta colocação no ranking, indicado por 8,4% dos participantes.


_________________________________
Quer mais informações? Acesse:
www.rcvb.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique e...

Conheça o agregador dos meus links:

Conheça o agregador dos meus links:
Clique na imagem acima.